Meu Diário
16/05/2022 00h01
VIDA APÓS A MORTE (24) – ECTOPLASMA

            Iremos fazer reflexão sobre a série documental originária da Netflix “Vida após a morte” que trata sobre o tema vida-morte com relato de pessoas interessadas e capacitadas, sem interesse religioso ou ideológico de qualquer espécie.



19H-20H



PALESTRA: ECTOPLASMA E MATERIALIZAÇÃO



SILVER BIRCH FALA SOBRE A SALA DE SESSÃO



            Certo, ectoplasma. Um termo que muitos definem errado. Ectoplasma é uma substância exsudada do médium físico. Sai de todos os orifícios. Pode ser do nariz, da boca, das orelhas, do umbigo. E de outros lugares que não vou mencionar. Mas é assim que o ectoplasma entra na sala. E é assim que ele deixa o corpo do médium. Com o poder do mundo espiritual, ele pode criar a substância certa para usá-lo para uma manifestação. Alguma pergunta? Sim, Patrícia?



            - Você sente o ectoplasma saindo do seu corpo?



            - Às vezes.



            - Como é?



            - Doloroso. Durante as sessões espíritas, quando me sento no armário, assim que a música começa a tocar e a vibração se equilibra, o ectoplasma flui de mim, e então o mundo espiritual traz seu poder para poder manipulá-lo. O mundo espiritual vai lentamente te desenvolvendo para trabalhar com ectoplasma. E há estágios diferentes. Pode começar como gás. Com o tempo, fica mais fluido. Mas o mundo espiritual pode transformá-lo em uma substância muito sólida. O ectoplasma é muito sensível à luz. Principalmente nos primeiros anos de desenvolvimento de um médium físico. Se um pouquinho de luz entrar, o ectoplasma volta para dentro do corpo e isso causa hemorragias internas, hematomas, queimaduras, etc. Estou me desenvolvendo há quase sete anos. Tentamos nos sentar na luz vermelha e colocar alguém para tirar fotos. Comecei a produzir ectoplasma (mostra fotos de Nicole), eu estava em transe, mas na minha consciência a dor ficava cada vez mais forte, e eu não conseguia me mexer. O mundo espiritual parou o experimento porque me queimei.



`          Este tema é interessante, pois mostra o mecanismo pelo qual existe a materialização de seres existentes no mundo espiritual. Essa substância, ectoplasma, originada de nossa energia vital, tem esse potencial de ser a matéria prima de materializações dos espíritos, mas que devemos ter cuidados, pois é um procedimento que pode nos causar algum dano se não for bem conduzido. Cada vez mais ficamos mais habilitados a lidar com o mundo espiritual e contribuir de forma mútua para ajuda dos seres necessitados, encarnados ou não. Digo isso porque muitos espíritos precisam vir a uma sessão num centro espírita para ouvir de um médium/doutrinador conselhos que sirvam para sua educação moral e sentimental.



Publicado por Sióstio de Lapa em 16/05/2022 às 00h01
 
15/05/2022 00h01
VIDA APÓS A MORTE (23) – CURA REALIZADA

            Iremos fazer reflexão sobre a série documental originária da Netflix “Vida após a morte” que trata sobre o tema vida-morte com relato de pessoas interessadas e capacitadas, sem interesse religioso ou ideológico de qualquer espécie.



11H – 15H



SESSÃO DE CURA PELO TRANSE (Aberto ao público)



 Um médium de cura pelo transe é um médium mental. O espírito controla o médium. Então o médium é usado como instrumento pelo mundo espiritual para curar o indivíduo.



SILVANA & HANS (Residentes locais)



- Olá. Você é o Hans? (Médium)



- Sou. (paciente, Hans)



- Olá. É um prazer. Estou pronta, se quiser vir.



- Está bem.



- Posso ir também? (Acompanhante, Silvana)



- Sim, é claro.



- Obrigada.



Ele tem câimbras musculares, espasmos musculares. Ele não tem mais forças nas mãos. Ele está cansado o tempo todo. Já fomos a todos os hospitais. Os médicos não sabem exatamente o que é. (Esposa explicando o caso)



- Sente-se ali (médium)



- Bom, espero que hoje, talvez, eu encontre respostas.



- Eu trabalho como médium há mais de 40 anos. Assim pareço velha. Mas agora cheguei ao ponto em que desenvolvi minhas habilidades de cura junto com o espírito e inspirador chamado Dr. James, que trabalha através de mim em um estado alterado de consciência, também conhecido como transe. Dr. James entrou na minha mediunidade quando meu marido fez uma cirurgia na perna. Bob estava no sofá, e eu estava na poltrona. Nós dois testemunhamos uma luz na sala. E da luz saiu um homem idoso com uma grande bolsa Gladstone, uma bolsa de médico. Ele tirou uma bola de luz da bolsa, e ela dissolveu na perna de Bob. Ele fez isso umas doze vezes. E Bob disse: “A dor está sumindo.” Ele olhou para Bob, assentiu e sorriu, olhou para mim e voltou para a luz. Foi daí que o Dr. James se manifesta através de mim. E ele ficou cada vez mais forte com o tempo.  (Libby Clark, médium de transe e instrutora)



- Certo, Hans. Nos vemos daqui a pouco. Eu não tenho formação médica. Eu entrego o controle para ele e saio do caminho.



- Bom dia, querido. Espero que esteja à vontade. (Espírito incorporado na médium)



            - Sim.



            - Excelente. Sei que falou com a minha médium sobre seus problemas de saúde. Vamos ver o que podemos fazer. Imediatamente, posso sentir que suas glândulas suprarrenais estão funcionando em dobro. Certo. Quando isso começou, você tinha passado por uma fase muito estressante, certo?



            - Sim.



            - Se fosse um homem das cavernas, querido, eu diria que seu instinto de fugir ou lutar se manifestou. É o jeito moderno de falar. E você nunca liberou essa energia. Você tem lenços de papel, querida? Tem alguns na bolsa da minha médium, se você puder... pode pegar, querido. Então, toda essa questão emocional está aprisionada dentro de você. O que eu quero fazer aqui é... colocar um pouco de energia. É uma energia muito boa para que não volte a sentir esse pânico. Então... lá vamos nós. Notou que não está mais tremendo?



            - Sim.



            - Como se sente?



            - Eu me sinto bem.



            - Ótimo. É isso aí. Muito bem, querido. Acho que fizemos tudo o que podíamos por hoje, e eu continuarei enviando as energias.



            - Está bem.



            - Então se cuide, querido.



            - Obrigado.



            - E aproveite.



            - Obrigado, querida. E Deus abençoe.



            Agora, neste momento, me sinto muito bem. A pressão que eu tinha... sumiu. A pressão no meu corpo, nos meus braços, nas minhas pernas, desapareceu. (Comentário de Hans)



            Meu marido... olhe o rosto dele. Está diferente. (Comentário da esposa)



            Não estou aqui para convencê-lo ou provar nada. Se quiser se curar, pode se curar. Se vier pedir uma mensagem, verei o que posso fazer. Mas não tento converter as pessoas. Porque sei que as pessoas precisam achar isso no próprio tempo e espaço. Haverá um momento na vida delas em que vão precisar de algo. E é aí que o mundo espiritual entra em cena e as ajuda a entender o que está acontecendo ao redor delas. (Comentário da médium)



            Ótima experiência com boas explicações da médium. Mostra a participação efetiva do mundo espiritual em nossas dificuldades materiais. Isso quer dizer que o trabalho de ajuda não fica restrito ao campo material. Os seres espirituais que adquiriram determinada formação, ao se transferirem para o mundo espiritual podem permanecer nos seus trabalhos de ajuda aos espíritos encarnados que passam por dificuldades. Imagino que eu, ao chegar no mundo espiritual com a bagagem intelectual e espiritual que adquiri aqui, vou ficar motivado a continuar ajudando os meus irmãos nas dificuldades preconceituosas dos relacionamentos que geram ciúmes e potencial para geração de crimes, no impedimento da emergência do Amor, como é da destinação de todos nós. Talvez eu me torne mais competente atuando no mundo espiritual, mas tem o problema de obter um médium que faça essa intermediação.



Publicado por Sióstio de Lapa em 15/05/2022 às 00h01
 
14/05/2022 00h01
VIDA APÓS A MORTE (22) – EXPERIÊNCIA FRUSTRADA

            Iremos fazer reflexão sobre a série documental originária da Netflix “Vida após a morte” que trata sobre o tema vida-morte com relato de pessoas interessadas e capacitadas, sem interesse religioso ou ideológico de qualquer espécie.



- Meu pai trabalhava no aeroporto. Ele me segurava nos braços, me mostrava os aviões e me fazia adivinhar qual era tal avião. E eu dizia: “Um dia, vou viajar pelo mundo com meu pai.” Era a visão quando eu era criança. Ele é meu melhor amigo. Sinto que ele está tentando entrar em contato comigo.



- Prazer, Aman.



- Muito prazer.



- Cada leitura começa de forma diferente, então quero que relaxe e veja o que acontece. Eu sei que houve algumas pessoas que você perdeu de forma repentina, inesperada. Conhece alguém que foi assassinado também? Não que faleceu, alguém que foi assassinado. Isso faz sentido? Sim? Não? Pode dizer que não. Sinto que não é só um amigo. Parece alguém mais próximo. Um irmão, faz sentido? Algo assim? Certo, não...



- Está mais ou menos certo. Mas continue...



- Seria correto dizer que ele tem uma condição dentro de si? Algo que não podemos mudar. Entende?



- Na verdade, não.



- Certo. Não estou conseguindo. Ele não gosta de gente intrometida.



- Sim, é verdade.



- Eu tento forçar, mas ele me empurra. Por isso está sendo difícil. Ele me deixa saber só o que quer que eu saiba. Mas sei que vocês eram como irmãos, como unha e carne, entende? Não está feliz. O que vou fazer é parar, porque sei que não vou conseguir. Tenho que ser sincero. Porque quanto mais forço, mais fico desconfortável. Por mais que fosse um rapaz simpático, estávamos forçando demais. Isso pode fechar portas. O que tentamos dizer às pessoas é: se abra. Vejamos quem aparece, e talvez consigamos algo. Não posso ser egoísta e dizer: “Você tem que aparecer.” Todos vivenciam essas energias de forma diferente.



- Sei que o mundo espiritual vai me ajudar a me conectar com ele. Ao mesmo tempo, quero me tornar um médium de transe. É algo que estou explorando. (Cliente refletindo)



Uma experiência de contato com os seres do mundo espiritual sem sucesso. O médium fez contato com alguns seres, mas não fez sentido com as memórias do que o cliente esperava. É como se a mente do médium estivesse pronta para captar essas informações transcendentais, mas os seres que se aproximaram não tinham o que dizer ao cliente, do que ele esperava. O médium procurava captar mais informações e o espírito se mostrava não colaborativo, algo irritado. O médium viu que não houve sucesso nessa tentativa. Isso mostra que essas comunicações dependem mais do mundo espiritual. Mesmo que o médium esteja disponível, que exista um cliente interessado, mas se não aparecer aquele espírito que é esperado, a comunicação esperada não acontece.



Publicado por Sióstio de Lapa em 14/05/2022 às 00h01
 
13/05/2022 01h01
VIDA APÓS A MORTE (21) – USO DE MAQUINÁRIO

            Iremos fazer reflexão sobre a série documental originária da Netflix “Vida após a morte” que trata sobre o tema vida-morte com relato de pessoas interessadas e capacitadas, sem interesse religioso ou ideológico de qualquer espécie.



CÍRCULO FAMILIAR DA NICOLE



A mediunidade física, de forma tradicional, leva facilmente de 10 a 20 anos para se desenvolver completamente. Porque você não pode desenvolvê-la sozinho. Precisa de um círculo. Um grupo de pessoas afins que façam sessões todas as semanas, no mesmo horário, no mesmo lugar, e que ama o mundo espiritual. Quando você entra no círculo, tem que fazer um compromisso. Não pode fazer mais nada na terça feira à noite. Eu não vou a aniversários. Não vou a festas do trabalho. Eu sempre vou ao círculo. Nosso papel é garantir a segurança do médium e estabilizar a energia. Quando o mundo espiritual quer produzir fenômenos, eles tiram um pouco de energia de nós, porque precisam disso para a manifestação ou criação de sons, ou qualquer outra coisa que eles queiram criar ou curar. Então, eles tiram um pouco dessa força vital de nós. O círculo é ainda mais importante que o médium físico. Então, trabalhamos juntos como uma equipe, com uma outra equipe no mundo espiritual. Os médiuns físicos trabalham com um grupo de comunicadores do outro lado chamado de equipe espiritual. Alguns o chamam de controle. Os comunicadores espirituais são pessoas que viveram na Terra e morreram. O médium entra em estado de transe. O comunicador espiritual entra nesse corpo e usa a voz do médium para se comunicar. Ele fala através do corpo do médium. É sempre um prazer unir os dois mundos. (Médium explicando e informando sobre o “SILVER CLOUD”  Seance Áudio Recording – Sistema de registro de áudio da sessão)



- Tem um garotinho chamado Tommy que tem nove anos, é animado e cheio de energia. Se você olhar para a história, todos os médiuns físicos tinham ao menos uma criança na equipe e tem um motivo. Porque o trabalho do Tommy na sala é deixar as pessoas à vontade.



- Sou o Tommy e sou muito importante. (Médium com voz de criança)



Há cerca de um ano, Freda começou a se apresentar e ela é a responsável, nas sessões e demonstrações de transe, por fazer a comunicação dos entes queridos.



- É sempre um prazer compartilhar o amor e a cura, queridos. (Freda – Seance Áudio Recording).



Este intercambio do mundo material do espiritual cada vez fica mais sofisticado, mais prático e dentro de breve tempo mais natural e corriqueiro. O uso de máquinas como computadores e gravadores serão usados como apoio em trabalhos de pesquisa.



Publicado por Sióstio de Lapa em 13/05/2022 às 01h01
 
12/05/2022 00h01
VIDA APÓS A MORTE (20) – RECEPÇÃO NO CAMPO MENTAL

            Iremos fazer reflexão sobre a série documental originária da Netflix “Vida após a morte” que trata sobre o tema vida-morte com relato de pessoas interessadas e capacitadas, sem interesse religioso ou ideológico de qualquer espécie.



18H-19H



LEITURA MEDIÚNICA EM GRUPO



Boa noite, pessoal. Como estão? Tudo bem? O amor, como a vida, é eterno. E cada um de nós é mensagem viva do espírito. Sinto que estou sendo puxado em duas direções ao mesmo tempo. O cavalheiro de pernas cruzadas, - Seu pai está no mundo espiritual?



- Está.



- Seu pai devia gostar de tabaco. Mas está numa lata, sabe? E parece que estou colocando o tabaco aqui. Então deve ser num cachimbo.



- Isso mesmo.



Quando trabalho publicamente, recebo muita gente. Peço ao espírito que esteja comigo. Posso ver o espírito, senti-lo, ouvi-lo ou apenas identifica-lo, mas então transmito uma mensagem para quem entender a informação. Não é possível falar com todas as pessoas, mas o que é possível é levar a presença do espírito para todos. (Médium)



- Sabe o que eu vi? Se lembra de fotografias tiradas em um zoológico?



- Eu tenho algumas.



- Você tem?



- Minha família.



- Porque vi fotos em um zoológico e alguém que tirou uma foto com macacos.



- Eu tirei.



- É mesmo? Não é maravilhoso? Porque, de repente, eu quis segurar o macaco ou os macacos. Você está horrorizada, querida.



- Sim! Estou.



- De repente, quero rir um pouco. E tem algo a ver com família e vida. O amor deles está com vocês, agora e para sempre. Amor, amor e amor para todos. Muito obrigado a todos.



Você realmente vê a ascensão do espiritualismo e dos médiuns em tempos de estresse, trauma ou dúvida sobre o mundo a nossa volta. A partir de meados do século 19, houve a ascensão da ciência como uma força poderosa que definiu o mundo em que vivemos. Há naturalistas, como Charles Darwin, que basicamente nos dissecou como criaturas de biologia e mecânica. Isso coloca a ciência diretamente em conflito, não só com a religião, que ainda é poderosa, mas com as ideias das pessoas sobre quem são no mundo. Então, vemos cientistas começando a dizer: “Podemos fazer a ponte entre o mundo mecânico e físico e o mundo mais espiritual? Isso dá um impulso à ascensão do próprio espiritualismo organizado. Então surgiu a igreja espiritualista como alternativa às religiões tradicionais. A religião era totalmente baseada na fé. Mas, aqui, podemos conectá-lo diretamente, ou até fisicamente, com o outro mundo. (Médium)



Esta forma de mediunidade difere da que praticamos aqui no Brasil, aqui no Rio Grande do Norte, acredito, pois em Natal, nos centros espíritos que participei, o espírito se aproxima do médium e passa as informações que deseja através do corpo do médium. No trabalho registrado neste documentário, o médium recebe informações no seu campo mental, dos espíritos que desejam se comunicar com alguma pessoa da plateia. Assim, neste serviço, os espíritos interagem com o campo mental do médium e passam informações que devem ser combinadas com as experiências de alguma pessoa do grupo, e que estão ali justamente para receberem essas informações. Essa diferença não causa qualquer abalo na crença do mundo espiritual, mesmo a pessoa não tendo qualquer sensibilidade, como eu, de captar qualquer informação que venha dessa dimensão.



Publicado por Sióstio de Lapa em 12/05/2022 às 00h01



Página 9 de 766 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr