Meu Diário
19/04/2019 00h18
ANJO QUEBRA OSSOS

            Estamos todos na companhia do chamado Anjo da Guarda. Um espírito, geralmente familiar, que se compromete com a estratégia divina, de ser responsável pela segurança e desenvolvimento de alguém. Responsável em parte, pois a pessoa protegida tem o seu livre arbítrio que não pode ser subjugado pela vontade de ninguém, nem de Deus, pois assim é a vontade dEle.

            Fiquei pensando em como se procede a vontade de Deus dentro dos relacionamentos humanos, e me veio a ideia de que pode existir um anjo que, para fazer a vontade de Deus, desenvolveu a estratégia de quebrar ossos. Tive essa impressão com alguns fatos recentes que aconteceram comigo.

            Por estratégia divina, me aproximei de determinada família, muito religiosa, que tinha problemas diversos, e que Deus talvez resolvesse atender os seus pedidos e escolheu alguém que estava disposto a fazer Sua vontade e ao mesmo tempo ser testado, se suas convicções eram fortes ou não.

            A aproximação se dera por um viés espiritual, mas com componentes românticos. Logo foi gerada forte resistência a essa aproximação. Da minha parte mantive a serenidade e a compreensão de todo tipo de reação que passei a sofrer. Mas, do outro lado não havia a compreensão do meu modo de ser, de falar a verdade, de ser um condutor do bem e da solidariedade. Para sair desse impasse o que fez o anjo? Deixou cair um dos componentes da família, a pessoa mais caridosa, e quebrar o braço. Logo que fui chamado fiz todo o possível para ajudar na recuperação da função óssea. Esta forte ação começou a sensibilizar muitos, principalmente a mais interessada, que foi vítima do acidente.

            Porém, a matriarca, a mais resistente, continuava dura na resistência à minha aproximação. Agora foi a vez do anjo chegar perto dessa matriarca e faze-la cair sofrendo fratura da perna. Mais uma vez, no hospital, fui chamado para ajudar. Mesmo de forma clandestina, pois a interessada não queria o meu auxílio. Mesmo assim, a minha ação positiva dentro de um contexto negativo, trouxe uma compreensão melhor da árvore que eu era pelos frutos que estava produzindo. Foi só uma questão de tempo para que essa essência de amor que fluía de dentro de mim para todos que estivessem perto, que fez a transformação da água para o vinho, da raiva para o carinho, como o Mestre já ensinara antes, que só o amor pode causar esse tipo de transmutação.

            Mas era preciso ainda outro tipo de provação, a superação do ciúme. Mais uma vez o anjo “quebra ossos” entrou em ação e fez uma pessoa amiga quebrar o braço e pedir a minha ajuda. Como era esperado, o ciúme foi desencadeado de forma explosiva. Eu mantive a calma e a boa vontade de ajudar dentro de minhas possibilidades, indiferente a qualquer tipo de reação ou preconceito, que eu considerasse ir de encontro a ação caritativa que eu pudesse realizar, como parte do compromisso que eu tenho com o Pai, de construir o Reino de Deus com a prática do Amor Incondicional e formação da Família Universal.

            O desenrolar dessas circunstâncias continuam a se processar, vejo estremecimento nos relacionamentos que construí, mas continuo firme e deixando meu claro, que meu compromisso não é com A ou B, com alianças românticas ou de qualquer materialidade, meu compromisso é com Deus, para o qual existe o direcionamento da quase totalidade do meu afeto. Portanto, ninguém pode me desviar dessa rota, seja qual for o obstáculo que seja colocado na minha frente.


Publicado por Sióstio de Lapa em 19/04/2019 às 00h18
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Sióstio de Lapa e o site http://www.siostiodelapa.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr